Shortcut to main content

Núcleo de Pesquisa e Extensão Acadêmica (NPEA)

Atividades de Extensão

Conheça algumas das atividades de extensão que o NPEA desenvolve.

•     Brechic Solidário: tem como objetivo criar uma experiência de troca – produtos usados por curis (moeda social). A realização de um bazar solidário visa estimular a comunidade acadêmica a refletir sobre sua relação com o consumo.

•     Conversa Legal: atividade que permite aos alunos e aos egressos a apresentação e o debate de monografias de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), em especial as que tratam de temas atuais e polêmicos.

•     Jus Vitæ: pesquisa e Biodireito e Bioética, foi criado com a finalidade de suprir uma lacuna na área de pesquisas em Biodireito e Bioética, desenvolve atividades de pesquisa e extensão desde 2001. Divulga e socializa os resultados em jornadas, simpósios e seminários, realizados anualmente.

•     Projeto Rondon: coordenado pelo Ministério da Defesa, é um programa de integração nacional que envolve a participação voluntária de professores e estudantes universitários, tratando de um conjunto de ações voltadas à melhoria da qualidade de vida das comunidades assistidas.

 

Aliança Bíblica Universitária (ABU)

A ABU é uma organização internacionalmente conhecida e tem como objetivos a leitura e a reflexão sobre temas ligados à Bíblia.  Não possui cunho religioso nem devocional. Assim, todos os membros da comunidade acadêmica podem participar das reuniões do grupo que são realizadas durante os intervalos de aula: terça-feira e quinta-feira manhã e noite.

Brechic Solidário

O Brechic Solidário, tem como objetivo criar uma experiência de troca: produtos usados por CURIS (moeda social). A realização de um bazar solidário visa estimular a comunidade acadêmica a refletir sobre sua relação com o consumo.
 

Conversa Legal

É atividade que oportuniza aos alunos e aos egressos a apresentação de monografias de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), em especial, as que tratam de temas atuais e polêmicos. Após a apresentação, os temas são debatidos pelos pesquisadores, professores orientadores e convidados, alunos, egressos e comunidade. A atividade visa à interação entre alunos e professores, bem como a divulgação das pesquisas realizadas, não só para a comunidade acadêmica, mas também para a sociedade.

Projeto Rondon

O Projeto  Rondon, coordenado pelo Ministério da Defesa, é um programa de integração nacional envolvendo a participação voluntária de professores e estudantes universitários. As atividades realizadas pelos rondonistas se concentram nas áreas de comunicação, cultura, direitos humanos e justiça, educação, meio ambiente, saúde, tecnologia e produção e trabalho. Trata-se de um conjunto de ações voltadas à melhoria da qualidade de vida das comunidades assistidas.

As atividades do projeto são direcionadas a cidades brasileiras com baixo índice de desenvolvimento humano (IDH) e têm como ponto forte a integração de realidades distintas, resultando num aprendizado para ambas as partes.
 

Responsabilidade Socioambiental

Tome uma atitude: reduza, reutilize e recicle

O UNICURITIBA desenvolve um programa comprometido com os princípios da sustentabilidade e pautado na política dos “3 Rs”: REDUZIR, REAPROVEITAR e RECICLAR. Com relação à política do REDUZIR, foram introduzidas tecnologias e campanhas visando à racionalização do consumo de água, de energia e de resíduos.
 
Para economizar água, foram instalados em todos os banheiros da Instituição equipamentos (torneiras temporizadas e descargas com caixas acopladas) que reduzem o consumo.
 
No caso da energia, vários são os recursos utilizados. Toda a estrutura do Câmpus Milton Vianna Filho foi projetada no sentido do máximo aproveitamento da iluminação natural. Janelas com vidros grandes, distribuídas por todas as salas e corredoras, ajudam a compor a arquitetura bioclimática.  Além disso, o câmpus possui um sistema de controle de iluminação via sensor, em que corredores e a maioria das salas de aulas estão programados para acender e apagar luzes, conforme a presença ou não de pessoas. O uso de equipamentos de alto rendimento energético, como lâmpadas incandescentes, faz parte dessa política de redução do consumo de energia. 
 
No caso dos resíduos gerados, há um programa de redução de impressões e de uso de copos descartáveis. 
Para a política do REAPROVEITAR,o Núcleo de Pesquisa e Extensão Acadêmica (NPEA) realiza, simultaneamente com as atividades da Semana de Extensão, o “Brechic” – um bazar que tem por objetivo conscientizar a comunidade acadêmica sobre a prática do reaproveitar. Muitas vezes, um produto sem utilidade para um pode ter muita utilidade para outro.  Materiais como livros, fotocópias, roupas, sapatos e artigos domésticos são trazidos pela comunidade acadêmica e trocados pela moeda própria, o “curi” que serve para as comprar no bazar.
 
Quanto à política do RECICLAR,utilizam-se coletoras coloridas apropriadas para o recebimento de vidro, metal, plástico, papel e lixo orgânico. Todo o material coletado e que pode ser reciclado é encaminhado aos catadores.
 
As lâmpadas quando queimadas são encaminhadas à empresa especializada para descontaminação e reciclagem.
 
Há também uma coletora apropriada para o descarte de pilhas e de baterias de telefone celular. Esse material é repassado aos fabricantes ou aimportadores, para que adotem os procedimentos de reutilização, reciclagem, tratamento ou disposição final ambientalmente adequada.